[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Usos e Costumes »» Alentejo Pub
Pub    
 

A Capeia Arraiana (1)

A origem da capeia

As gentes da região raiana, têm uma estima e um carinho excepcional em relação à capeia, não só porque é uma variante única da tourada tradicional (que só se pratica nesta zona do país), como também porque enobrece e exalta o orgulho de ser arraiano. Como me confessou um senhor natural dos Fóios. A capeia está para os Fóios e para a raia em geral, como as festas de S. João e de S. Pedro para Lisboa".

A capeia representa algo de muito próprio e característico para os Fóios, e realizar um estudo monográfico e etnográfico sobre os Fóios - e a raia - , sem referir a capeia, seria atentar contra a mentalidade popular e a sua integridade intrínseca.

A existência e a prática da capeia na raia, remonta a mais de um século de história, feita de empenho e de entusiasmo por parte do povo fojeiro (e não só). O motivo do aparecimento da capeia, deve-se à influência cultural que Espanha exercia sobre a raia. As primeiras capeias genuinamente arraianas, iniciaram-se pois, no século passado, e eram realizadas com vacas cedidas gratuitamente por Espanha. Porém, "com o passar do tempo, as despesas com a organização da capeia, aumentaram bastante, chegando a atingir algumas centenas de contos”.

Pouco a pouco, esta tradição de organizar capeias em momentos festivos, foi-se enraizando através de aldeia em aldeia, tendo sido os Fóios uma das primeiras povoações a tomar iniciativa, quanto á periodicidade da realização da capeia.

O Forcão e o Encerro
 

Fonte

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster