[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub
 
»» O saber não ocupa lugar >> Textos, Opiniões e Comentários Pub
Pub  
 

Breves Observações sobre
a Música Popular Portuguesa
(1)

Michel Giacometti (1982)

 

Não será neste local que iremos indagar da essência ou carácter próprio de um património musical de que ainda hoje mal se conhece a vera feição estética e a exacta dimensão sociológica.

Assim, a nossa intervenção limitar-se-á a sublinhar os aspectos mais salientes do canto e, com eles, os mais pronunciados particularismos regionais, atendendo, sobretudo, ao facto de terem sido eles em geral recolhidos e avaliados de acordo com critérios de flagrante subjectividade. Daí sucede, aliás, apresentar a nossa investigação musical resultados fragmentários e de algum modo tendenciosos. Com efeito:

1. Não passaram do papel os projectos oficiais de inventariação sistemática da nossa tradição musical.

2. Deve-se a auscultação esporádica das suas fontes à iniciativa de pesquisadores de rara dedicação que, todavia, nem sempre souberam evitar o escolho da obediência a modas estéticas ou preconceitos de escolas ou capelas.

3. Acham-se com frequência arredados das recolhas os espécimes que porventura melhor poderiam definir a psique colectiva, tais como as fórmulas elementares do trabalho, os cantos sociais e políticos, as canções que registam as pulsações íntimas do homem rural, etc. Mais gravosamente ainda, a matéria musical é-nos restituída não raras vezes num estado de invulgar empobrecimento, devido a simplificações das estruturas melódicas e harmónicas.

Nestas circunstâncias, o canto perdeu singularmente, na tradução que dele nos é dada, a força telúrica e o significado de facto social dinâmico.

4. Encarado sob um certo ponto de vista recreativo, o nosso folclore musical adquiriu uma imagem caracterizadamente infantil e inconsequente. Nesta ordem de ideias, as criações populares foram quase sempre tidas por produtos culturais inferiores, isto é, resíduos ou adaptações sui generis da chamada arte culta.

5. Do que ficou dito, poder-se-á concluir não ter a nossa pesquisa musical acompanhado os progressos da investigação etnológica que, com Teófilo Braga, José Leite de Vasconcelos, Jorge Dias e outros, conheceu fecundo desenvolvimento na diversidade das suas perspectivas. Mas será de observar, também, não terem sempre os mestres da nossa etnografia conferido total importância ao contributo musical para o conhecimento do homem português.

Deste modo, melhor se entenderá a nossa prudente reserva no que respeita à desejável tipologia da nossa música folclórica, cujos fundamentos, cremos, mister seria procurar em domínios aparentemente distantes. Com efeito, afigura-se-nos estar a nossa tradição rigorosamente relacionada com fenómenos de ordem geográfica, histórica e social, que nela intervieram de modo indiscutível.

Página seguinte >>>

  Gosta da página? Partilhe!

Pub

Pub

 

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster