[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» ROMANCEIRO >> Constantim - Vila Real (Trás-os-Montes e Alto Douro) Pub


O Caloteiro
(*)

 

Senhor José, não me paga?
Que vergonha é a sua?
Desde que ferrou o cão,
Não passou mais nesta rua.
- É talvez por lhe dever
Ou por ter medo de si.
Quer que deixe de comer,
Pra pagar o que bebi?
- Trabalhe, seu mandrião,
Caloteiro de má raça:
Eu, quando compro a fazenda
Tenho de largar a massa.
Quer você, à minha custa,
Encher a pança de graça?
Não tem vergonha de ouvir
O que dizem quando passa?
Trabalhe, seu calaceiro,
Se quer ter algum valor:
Os calos são os anéis
Do homem trabalhador.
- Eu calos na mão não quero,
É canalha que arrenego;
Dispenso esses anéis
Que não dão nada no prego.
E é você que vem pregar
Moral, com esse jeitinho?
Foi você que me roubou,
Vendendo água por vinho.
Lembre-se, seu impostor,
Daquele velho rifão
Quem enganar um vendeiro
Tem cem anos de perdão
 

(*) In ROMANCEIRO - LITERATURA POPULAR DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO (5 vol) - Joaquim Alves Ferreira
 

Voltar ao Index>>>


Pub  
   

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster