[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Texto sobre ...  Religiosidade Popular Pub
Pub    
 

Piedade popular

A religiosidade popular é a fé do povo que se faz vida e cultura. Quando a fé não se faz cultura significa que não foi plenamente acolhida e muito menos pensada e vivida.

Entendida como o modo peculiar do povo viver e manifestar a sua relação com Deus, com a Virgem e com os santos, a nível pessoal como a nível comunitário, a religiosidade popular é uma das mais ricas expressões da inculturação da fé. Seria bom que as novas gerações a cuidassem, a depurassem e a enriquecessem.

Se nas tradições religiosas e nos hábitos culturais não se injecta a vitalidade de uma fé pessoal e de uma experiência religiosa autêntica, bem como uma prática cristã efectiva, na vida privada como na comunitária, então a fé vai-se diluindo em sentimentalismos efémeros e em superstições.

Confesso já me ter emocionado nas ruas de Braga, na Semana Santa. Admito que vivi intensamente as procissões e os sermões nas ruas de Ovar e de Válega ou em S. Pedro de Castelões, em Vale de Cambra, seguindo os «passos» de Cristo a caminho do Calvário, acompanhado de Sua Mãe, Senhora das Dores.

Onde muitos vêem apenas folclore religioso ou promoção turística, como em Braga ou em Óbidos, vejo uma invulgar piedade popular que mobiliza centenas e milhares de pessoas, atraídas pelo sagrado que lhes purifica a consciência, ilumina a razão, lava o coração e acalenta os afectos.

Perderam muito aquelas comunidades cristãs que, tendo acabado com as visitas pascais ou compassos, anunciando de casa em casa a alegria pascal da Ressurreição com uma cruz florida, nada inventaram como alternativa. Perdem muito, noutras ocasiões do ano, aquelas comunidades que retiraram o sagrado às festas religiosas e as deixaram afogar-se em folguedos barulhentos e vazios de sentido.

Dir-se-á que há o risco de se confundir o fundo religioso com as formas da criatividade popular, a oração com o vago sentimento de espiritualidade e a chama da fé com o fogo-de-artifício. Que há também o perigo de que a estética religiosa se traduza apenas em folclore atractivo ou até em mercadoria para o comércio. É verdade. Mas, não se deite fora o bebé com a água do banho. Defenda-se e promova-se a relação entre a arte popular e a fé.

A religiosidade popular em Portugal continua a aproximar muita e boa gente de Deus e da Igreja. Vale a pena evangelizá-la, a partir daquela fome e sede de Deus que o povo simples manifesta e quer satisfazer.

Rui Osório
Fonte

Voltar para Religiosidade Popular

Poderá também gostar de ler sobre...
» Orações
Orações para os diversos momentos do dia, para diversas situações da vida quotidiana, orações a Deus, a Nossa Senhora, aos santos, etc.
» Santos
Brevíssima biografia de alguns dos Santos mais relacionados com a religiosidade do povo português.
» Santos de Junho
Octávio Carmo

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster