[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Religiosidade Popular >> ORAÇÕES Pub
Pub    
  Orações

Orações da noite
«A noite é o reino das trevas, portadoras de fantasmas, e uma espécie de precursora da morte, cujo túmulo é o próprio leito.
Por isso, o medo da escuridão e da morte, agravado pelo receio de comparecer na presença do Supremo Juiz, faz com que o crente sinta necessidade de recorrer à oração, por vezes com sentido de angústia e de terror, que acaba por ser superado pelo efeito tranquilizante da fé.
»

Orações da manhã
«Se a noite, símbolo da morte, impele o crente à oração, como forma de esconjurar o medo, a madrugada, símbolo da ressurreição, convida-o, igualmente,  a rezar, como meio de manifestar a alegria de quem se libertou das trevas para a luz. Por isso, as orações têm um cunho mais alegre e optimista.
Mas há ainda uma outra razão importante para rezar: a madrugada é o início de um trabalho duro, onde o perigo espreita, contra o qual é preciso estar protegido por Aquele que tudo pode

Orações do dia
«O dia é, sobretudo, tempo de acção. Mas nem por isso a oração é esquecida. O homem sente-se impotente para enfrentar sozinho dificuldades de toda a ordem que surgem a cada momento: "de home vivo, mau encontro; de cães danados e por danar; de águas correntes; de fogos ardentes e da língua de más gentes...".
Por estas razões, recorre, em todas as circunstâncias da vida, aos Entes Superiores - Deus, Nossa Senhora, e os Santos - para o protegerem.
»

Joaquim Alves Ferreira in DEVOCIONÁRIO
LITERATURA POPULAR DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO
(5 volumes
)

Orações
» Orações para a trovoada
Sta Bárbara de Padrões - Beja - Alentejo
» Oração para dormir bem
Sta Bárbara de Padrões - Beja - Alentejo
» Oração quando se sai das portas fora
Sta Bárbara de Padrões - Beja - Alentejo
» Oração na Semana Santa (1)
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração na Semana Santa (2)
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração da manhã (1)
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração da noite (1)
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração nas trovoadas (1)
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração nos perigos em geral
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Orações antes da viagem
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração depois de comer
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração a S. Francisco
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração a Santo António
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração ao enfornar
Trás-os-Montes e Alto Douro
» Oração ao ver um cemitério
Trás-os-Montes e Alto Douro

Ir para Religiosidade Popular>>>

  Gosta da página? Partilhe!

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster