[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Profissões antigas >> Pub
Pub    

 

Registro de algumas das profissões ou ocupações que existiam, antigamente, de Norte a Sul de Portugal, particularmente nas nossas aldeias, e que, por força do "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...", da evolução tecnológica e científica, da qualidade de vida das populações, etc., deixaram de existir ou estão a entrar num inexorável processo de extinção, mas que importa preservar, recordar e legar às gerações vindouras, porque muitas delas fazem, efectivamente, fazem parte integrante da cultura popular do nosso país:

 

»» Aguadeiro - Lisboa
Distribuiam a água, casa a casa
»» Aguadeiras - Vila Real
Distribuiam a água, casa a casa
»» Adueiro
No Alto Alentejo, guardava os porcos em terrenos baldios ou onde podia.
»» Almocreve ou Almoqueire (do árabe = almukari)
O que trabalha (ou anda) com bestas de carga e transporte, ou as aluga.
Vendedor ambulante que guia um animal para o transporte das mercadorias.

»» Croceira / Croceiro
Faz ou fazia as croças [cróças = coroças] (espécie de capas de junco)...

»» Lavadeira
Mulher que lavava a roupa caseira, sua ou alheia, em tanques, poços, rios, lavadouros.
»» Linheiro / Linheira
Homem/mulher que preparava ou assedava o linho para se fiar. Trabalhava o linho até à urdidura. Aquele(a) que vendia linho.
»» Fabriqueiro
Cobrador dos rendimentos ou rendas da Igreja ou o encarregado dos paramentos e alfaias litúrgicas;
»» Rogador
Indivíduo que vivia fora da região vinhateira do Douro, mais concretamente nos limites serranos do Alto Douro (Beira Alta e Trás-os-Montes) e que, a pedido (por escrito ou pessoalmente) de um médio ou grande proprietário de vinhas, todos os anos «arregimentava» o pessoal necessário para a vindima (pessoas rogadas – ao conjunto destas pessoas dava-se o nome de rogas).
»» Tamanqueiro
O mesmo que soqueiros: os que pregam as gáspeas (= cortes) à sola de pau. Os cortes são pregados no friso do pau, com a vira, por meio de tachas e chatas. As solas de pau são reforçadas depois de usadas algum tempo ou logo desde o princípio, com tachões.
»» Tecedeira / Tecelão
Mulher / Homem que urdia ou tecia panos; trabalhava no tear.

Envie-nos informações sobre este assunto>>> 

Poderá também gostar de conhecer...

»» Provébios sobre ... as profissões>>>

»» Anedotas: A profissão mais antiga>>>

 
  Gosta da página? Partilhe!

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster