[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Música Popular Tradicional Portuguesa > Trás-os-Montes e Alto Douro Pub
Pub    

 
 

A Murinheira

A cultura não admite que a raia possa, à custa dos marcos divisórios das pátrias, ser barreira estanque ou qualquer coisa a assemelhar-se a qualquer muro de Berlim. É impossível que a raia estorve o convívio dos povos, sobretudo quando os ligam laços de interesses económicos, sociais, religiosos, familiares até, e portanto de sangue, de amor, além de tudo o mais que se possa imaginar e da necessidade social de boa vizinhança, de troca de tudo quanto seja vantajoso em trocar-se nesse mercado de plena reciprocidade. (...)

A Murinheira é uma canção certamente de origem galega. Encontrei-a em Cimo da Vila. Cantou-a a senhora Adosinda Preques.

Em Quintã, concelho de Vila Real, falava-se muitas vezes na murinheira, como coisa de tempos idos. E empregava-se a alusão ao canto ou à dança dela, como fazendo parte de chacota ou de ameaça contra alguém.

Exemplo:

Ó filhinho: se te não portas bem, danças a murinheira... Isto é: levas ou apanhas no pêlo.

E esta: espetou-lhe tais vergastadas pelas pernas adiante... Fez-lhe dançar a murinheira bem dançada!

E foram todas poucas!

Merecia mais!

Nos dicionários portugueses de que disponho, incluindo o Lello Universal, a murinheira é ignorada.

O dicionário galego apresenta-a desta forma: "Murinheira", s.f., "Baile popular que executam um ou mais pares // Composição musical com que se faz esse baile...".

O dicionário espanhol que tenho em uso, também desconhece a murinheira.

Ainda há muitas pessoas no norte de Trás-os-Montes que ouviram cantar e cantaram a murinheira, assim como a viram dançar ou ainda mesmo elas a dançaram.


Ver pauta musical>>>
 

A linha da fronteira, in Velhas Canções Trasmontanas, de António da Eira, 2005, edição do autor

 
   

 

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster