[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Jogos Populares Tradicionais >> Pub


Actividades Lúdicas Tradicionais
Factores de preservação da identidade cultural das comunidades
- 1

 

Tomé Bahia de Sousa (1)


Observamos com facilidade que as actividades lúdicas tradicionais correm o risco de desaparecer. A tradição e a modernidade, em interacção permanente, vão dando lugar à existência de formas culturais que pugnam entre si por prevalecer. Mas a correlação de forças não está equilibrada e o perigo de extinção para os elementos tradicionais supera muito a pura ameaça: é uma triste realidade.

As diferentes e diversificadas comunidades autóctones, sistematicamente esquecidas em todos os sectores, correm hoje em dia o grave risco de esquecer, também, os seus valores mais profundos e com eles a sua própria identidade. Os sintomas oferecem-se aos olhos do observador de forma alarmante:

- Cada vez se joga menos em grupo nos locais em que tradicionalmente isso acontecia. Esta situação é provocada, em nosso entender, pela diminuição da população (emigração), pela introdução de jogos e desportos modernos e pela acção da televisão que rouba grande parte do tempo que antes era dedicado ao jogo.

-diminuição (quase desaparecimento) da autoconstrução dos instrumentos de jogo, propiciado pela corrente oferta de materiais e jogos sofisticados, apoiada numa propaganda massificadora veiculada pelos meios de comunicação social e pelos contactos com novas e alheias formas culturais.

Perante esta realidade é preciso saber se, nestas condições, é possível equilibrar, na vida quotidiana das populações, os valores tradicionais que integram o património cultural e facilitam a identificação das comunidades, e as inovações do mundo moderno. Estarão as populações a demitir-se do esforço de preservação dos seus valores específicos para se limitarem desfrutar passivamente dos bens da nova sociedade? – Por outro lado, a oferta cada vez mais abundante de divertimentos fáceis ou vulgares, principalmente sob a influência da publicidade, não provocará a inibição, a médio e a longo prazo, das mais elevadas aspirações humanas se estes divertimentos ocuparem o lugar da cultura qual será o futuro das populações e o destino do nosso património?

Estas questões têm a ver com a identidade cultural e também com os contactos entre sociedades diferentes devendo ser resolvidos na perspectiva da criação cultural, isto é, no quadro do desenvolvimento das práticas lúdicas e desportivas. Esta dinâmica supõe que a cultura seja considerada como objecto de construção permanente, sem negar o passado, abrindo-se a novos modos de pensamento e acção.

Os espaços de iniciativa em que nos parece mais fácil assegurar a completa vivência da tradição e da modernidade, são as Autarquias Locais, mas também, e por excelência, as Escolas. É aqui que a análise e reflexão de práticas poderá conduzir à destrinça clarificadora dos valores que as fundamentam, para bem do desenvolvimento do Homem.

Notas:
(1) - Docente na Universidade do Minho


Página seguinte>>>
 


Pub

 

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster