[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Informações Técnicas Pub

Pub

 

 
 

Preparação e realização de
Festivais de Folclore

José Pinto

II.- PLANIFICAÇÃO

 

2.- Data e local para a realização do Festival de Folclore

Depois de definido o tipo de Festival de Folclore que se pretende realizar, é necessário definir a data ou datas, o(s) horário(s) e o local ou locais de realização do Festival:

- Deverá ser integrado em alguma festa local ou regional (por ex., durante a Festa em honra do(a) Santo(a) Padroeiro(a) da respectiva localidade, numa Romaria de âmbito local, regional ou nacional, numa data relacionada com o Grupo (por ex., na data do aniversário da fundação), etc.?

- Deverá ser durante o dia – tarde (no princípio ou no final?) – ou à noite?

- Num local ao ar livre ou num espaço coberto/fechado?

- Num local de acesso público e de entrada livre ou num local de acesso restrito, com pagamento de ‘entradas’?

Cada uma das questões aqui identificadas tem aspectos a favor e aspectos contra, pelo que os responsáveis que têm de tomar a decisão devem pensar bem qual ou quais delas vai/vão contribuir mais para que o seja um verdadeiro sucesso.

No entanto, é necessário ter sempre em consideração se, na mesma localidade ou em outra localidade próxima, está prevista a realização, na mesma data/horário, uma iniciativa idêntica ou outra qualquer que possa pôr em causa a presença de um número razoável de pessoas para assistirem ao Festival de Folclore.

Sempre que haja a participação de, pelo menos, um Grupo oriundo de outro país, e que o período de permanência o permita, será bom equacionar a possibilidade de o mesmo actuar em outros locais ou localidades, rentabilizando a respectiva deslocação.

Muitas vezes, é possível acordar com entidades (por exemplo centros de dia - para animação dos idosos presentes -, municípios ou freguesias vizinhas) a realização de uma actuação, tendo como contrapartida, entre outras possibilidades, a oferta de um almoço ou jantar. Sempre é uma despesa a menos para o Grupo que recebe.

De qualquer modo, o que deve nortear a reflexão e as decisões dos responsáveis é que o Festival de Folclore, enquanto momento “alto” na vida do Grupo organizador, decorra com a maior normalidade e que no final todos os participantes fiquem satisfeitos com o resultado.


<<<Página anterior +++ Página seguinte>>>
 

Também poderá gostar de ler sobre...
»» O que são e para que servem os Festivais de Folclore?
 

 
  Gosta da página? Partilhe!
Google

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster