[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Informações Técnicas Pub

Pub

 

 
 

Preparação e realização de
Festivais de Folclore

José Pinto

II.- PLANIFICAÇÃO

 

1.- Que tipo de Festival de Folclore?

A primeira questão que deve ser bem pensada e decidida atempadamente, preferencialmente com cerca de um ano de antecedência (excepto quando há já uma tradição – mais ou menos longa - no tipo de Festival de Folclore a organizar), é esta: que tipo de Festival de Folclore queremos ou podemos organizar:

- Apenas com Grupos de Folclore Portugueses? Se sim. Apenas com Grupos de Folclore da mesma região do Grupo organizador ou de outras regiões de Portugal? Em caso afirmativo, quais?

Embora cada Grupo organizador é que conhece até onde é possível ir, pois, como diz o povo, “Cada um sabe de si e Deus sabe de todos”, um Festival de Folclore só com Grupos de uma região é, do ponto de vista etnográfico, “muito pobre” e não motivará, em nosso entender, a assistência de muitas pessoas, excluindo os familiares e amigos dos membros dos respectivos Grupos e pouco mais.

Assim, e ainda que tenha de haver algum esforço organizativo adicional, é de todo conveniente que os Grupos participantes sejam de diferentes regiões do País, e que mudem, na medida do possível, todos os anos.

- Também com Grupo(s) de Folclore vindo(s) de outro(s) país(es)? Se sim, qual ou quais? Que condições podemos oferecer ao(s) Grupo(s) que vier(em) do estrangeiro?

Sempre que se pretenda a participação de um ou mais Grupos vindos de países estrangeiros, a primeira coisa a garantir será a existência de alguém que garanta a comunicação permanente e adequada com os respectivos responsáveis. Isto é, a existência de uma(a) tradutor(a), sempre que os responsáveis do Grupo anfitrião não possam comunicar directamente com os seus homólogos estrangeiros.

Ao mesmo tempo, é fundamental o conhecimento de alguns aspectos relacionados com a cultura e/ou a religião que possam ter influência nos alimentos a consumir durante as refeições, nos horários das mesmas e das actividades em geral, etc.

- Como garantir que qualquer Grupo participante que venha do estrangeiro tem qualidade satisfatória, a fim de não defraudar legítimas expectativas do Grupo anfitrião e também do público que vai assistir?

Normalmente, convidam-se os Grupos que já se conhecem (por se ter participado num mesmo Festival, por ex.), que nos foram sugeridos ou aconselhados por Grupos “amigos” ou por entidades oficiais, ou porque lemos ou ouvimos boas referências sobre os mesmos, etc.

Mais recentemente, e com a cada vez maior utilização da internet, por parte dos Grupos, através da elaboração e colocação online dos respectivos websites ou blogues, este é um meio muito utilizado para se obterem informações e contactos de Grupos para a participação em Festivais de Folclore.

Neste sentido, importa que o website ou o blogue do Grupo esteja devidamente actualizado e que as informações nele constante sejam verdadeiras, e não meras construções textuais fantasiosas, apenas com o intuito de fazer do Grupo aquilo que ele não é ou de esconder deficiências técnicas do mesmo!


<<<Página anterior +++ Página seguinte>>>
 

Também poderá gostar de ler sobre...
»» O que são e para que servem os Festivais de Folclore?
 

 
  Gosta da página? Partilhe!
Google

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster