[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Mandamentos do vinho - Baçal - Bragança (Trás-os-Montes e Alto Douro) Pub
Pub    

 

Mandamentos do vinho, ditos na freguesia de Baçal, concelho de Bragança
 

Primeiro, amarás
O vinho de Portugal,
Auga le num botarás
P´ra que te num faça mal.

 

Segundo, não jurarás
Pela folha de laranjeira,
Que é ofensa que fazes
À sua primeira parreira.

   

Terceiro, guardarás
Pão e queijo na algibeira,
Co ele beberás
Quando te der na goteira.

Quarto, honrarás
O odre do vinho,
O chapéu le tirarás,
Se o encontrares no caminho.

 

 

Quinto, não matarás,
Só se for cabra ou bode,
A chicha le comerás
E da pele le farás um odre.

Sexto, não fornicarás,
Só se for bilha grossa,
A boca le apararás,
P´ra que verter-se não possa.

 

 

Sétimo, não furtarás,
Só se for p´ra beber,
Porque, se te fores confessar,
Sempre te hão-de absolver.

Oitavo, não levantarás
Odre que seja deitado,
Antes te deitarás
Do outro lado.

 

 

Nono, não desejarás
Beber por vasilha pequena,
Desde que bota a escuma fora,
Logo lhe fica a cor morena.

Décimo, não cobiçarás
A salada do pepino,
Porque é muito fresca no Verão
E mui contrária ao vinho.

 

 

Estes dez mandamentos
Se encerram em dois,
Vem a saber:
Comer bem e beber depois

 


Conheça uma variante a estes "mandamentos", ditos em Lousa, concelho de Torre de Moncorvo >>>
 

(*) Fonte: Informação enviada pelo reitor de Baçal, Francisco Manuel Alves, em 1933. Etnografia Portuguesa - vol.VI, J. Leite de Vasconcelos, p.392


   
   

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster