[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub
 
»» Feiras >> Feira de Santo André - Mesão Frio Pub
Pub    

 

 

 

 

 

 

 

Feira de Santo André - Mesão Frio


A tradicional Feira de Santo André remonta a sua origem, muito provavelmente, para além do nascimento do reino portucalense.

A mais antiga referência documental às festividades de Santo André aparece-nos já no tempo medieval do Foral Afonsino, datado de Fevereiro de 1152.

Os privilégios de Feira Franca assumiram, nesta Vila, um estatuto especial no século XVI, quando aparecem protegidas, por força da lei régia do foram manuelino de 27 de Novembro de 1513, várias isenções de portagens de

Feira de Santo André - Mesão Frio entrada na Vila para produtos tão diferentes e utilitários como o pão cozidos, o vinho, o sal, a fruta verde, a hortaliça, a linhaça, os legumes verdes, o pescado, o vinagre, o trigo centeio, a cevada, o milho, o painço, a aveia, a cal, o gado cavalar e muar, as queijadas, os biscoitos, os farelos, os ovos, o leite, o gado montado, o gado miúdo, os panos de lã e de linho, os azeite, o mel, a casca, o sumagre, a obra de carro, etc.

Com o advento da República, e o fim dos privilégios reais das feiras francas, a Feira de Santo André foi perdendo a sua importância secular, quase desaparecendo por completo na década de setenta do século XX.

A partir de 1989, a Câmara Municipal de Mesão Frio volta a recuperar a sua tradição, e a feira de Santo André tornou-se novamente, durante quinze dias (finais de Novembro e inícios de Dezembro), o ponto de encontro de festeiros e comerciantes no antigo burgo de Mesão Frio.

Voltar ao menu das Feiras

  Gosta da página? Partilhe!


Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster