[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Danças Populares e Tradicionais Portuguesas Pub

Pub

   
  Danças Regionais (*)

 

Nem todas as danças predilectas da nossa gente são tradicionais. Já o Minueto cortesão, a Gavota e o Fandango espanhol se cantaram e bailaram ente nós no século XVIII, assim como as seguintes danças de salão do século passado: a Valsa alemã, a Mazurca polaca e a Polca boémia, que influenciaram o melodismo popular, especialmente pelos ritmos. Ajuntem-se-lhes a Contradança inglesa, a Quadrilha francesa, o Schottish e o Pas de Quatre.

Observe-se no Regadinho, Estalado e noutros bailes mandados, o inventivo do marcador e a simplificação das posições, passos e cortesias à maneira popular.

Assim, ao melodismo coreográfico em voga, por certas épocas e, correntio em todo o país, adaptaram-se várias poesias como, por exemplo, o Noivado do Sepulcro, cantado em tempo de mazurca, “modas da novidade”, como diria velho maiato.

Também ao pífaro sucedeu o acordeão, à viola a guitarra, à rabela de cordas de arame o violino de orquestra.

Mas, isentas de influências estranhas, sem preocupação vocal, de simplicidade rústica, mais ritmo que melodia, por vezes transição do falado para cantar – e este silábico –, subordinadas a tradicionais motivos melódicos, honestas, ajustadas aos nossos trajes regionais, de alegria comunicativa, nenhumas tão genuinamente portuguesas como os Viras, Malhões, Chulas, Tareios, Vareiras, Verdegares, Caninhas-Verdes, Verdes-Gaios, Bailaricos, e até as Habas Verdes dos mirandeses!

Cada dança rústica tem o seu nome, esquema rítmico e simbolismo realista, quer seja o Malhão leviano, a Farrapeira desmazelada ou apenas neuma como o Vira.

De concelho para concelho anotam-se variantes, decalques do motivo tradicional, mas ao distanciarem-se da região originária, amolece o garbo dos bailadores.

Para dançar o Vira e Vareiras, o minhoto; a Chula, o duriense; a Tirana, a gente da Beira-Ria; a Farrapeira, os da Beira Alta e Beira Baixa; Bailarico e Verde-Gaio, o estremenho; Fandango, o ribatejano; Saias, os do Alto Alentejo; Modas de Balhar, os do Baixo Alentejo; para Corridinhos e Mandadores, os algarvios.

O trajar, local – eira ou romaria –, “a pronúncia vulgar de cada província e seus termos dialectais”, a variedade de movimentos, atitudes, instrumentos acompanhadores, tudo isto contribui para tal diversidade típica e demarca como que uma geografia coreográfica.

(*) In Danças Regionais. Secretariado Nacional da Informação, Mocidade Portuguesa Feminina


Página seguinte>>>
 

Outras danças tradicionais/populares>>>

  Gosta da página? Partilhe!

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster